domingo, 15 de maio de 2011

Uma ratazana do outro lado da rua



  Outro dia, quando eu estava indo para a parada pegar um ônibus para voltar pra casa, eu, Isabella e os outros meninos do curso vimos uma ratazana enorme do outro lado da rua.
 Era um rato tão grande, mas tão grande que George até falou que os gatos fugiam com medo daquele rato. De fato era um rato bastante assustador!
 Ficamos então observando pra onde aquele rato estava indo. Eu, particularmente, estava morrendo de medo de que ele atravessasse a rua e viesse na nossa direção. Mas para o meu alívio o tal rato entrou na loja que fica em frente a parada de ônibus. O pessoal da loja começou a se movimentar procurando aquela ratazana de esgoto. Iam de um lado para outro olhando embaixo de tudo. Minutos depois, um homem que trabalhava na loja apareceu com uma pá empurrando pra fora o rato morto. E o jogou no meio da rua.
 Achei aquilo um absurdo! Jogar um rato morto no meio da rua! Onde já se viu?! Era para ele ter enterrado o rato, jogado ele no lixo ou pelo menos ter jogado ele em outro lugar que não fosse no meio da rua.
 O corpo daquela ratazana ficou ali jogado no asfalto por muito tempo. A rua onde estava é bastante movimentada. Toda hora passavam carros, motos e ônibus. Foi esmagado pelos pneus dos automóveis algumas várias vezes até que homem que jogou o rato na rua apareceu novamente com a pá. "Agora ele criou vergonha na cara e vai enterrar o que restou da ratazana" - pensei.
 Vi o homem com a pá mexendo a terra. Pensei que ele estava cavando um buraco. Mas ele pegou um pouco de terra com a pá e jogou em cima do corpo esmagado daquele rato. E foi isso o que aconteceu. O corpo daquele rato enorme de dentes grandes continuou no meio da rua e voltamos todos para casa.

 Imagem: : http://www.li-reviews.com/2010/04/20/dvd-review-the-great-mouse-detective-mystery-in-the-mist-edition/

Um comentário:

Fico feliz em receber o seu recadinho, ele será respondido com muito carinho! ♥