segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O menino que perdeu seu f


Versão 1:

Final de semana, algumas pessoas reunidas para estudar pois teriam uma prova no dia seguinte. Eu estava com essas pessoas e pude observar o Agostinho fazendo rabiscos em uma folha de papel. Em um determinado momento ele começou a escrever algumas coisas "importantes". Uma das palavras era composta pela letra f. E bem na hora de escrever o f o Agostinho parou. Ele não sabia mais como escrever o f dele! Desesperado, começou a rabiscar vários tipos de f na folha de papel. Nenhum deles era o seu! Ele havia perdido o seu f.   

Versão 2:

O f é uma letra muito detalhada! É uma espécie de laço em cima, laço em baixo e laço no meio para formar o f minúsculo. Isso requer muita habilidade. E por ser assim uma letra tão cheia de caprichos às vezes ela apronta com a gente... 
Eu, por exemplo, conheci um menino que perdeu seu f. Um dia como outro qualquer ele estava escrevendo coisas aleatórias, quando chegou em uma palavra que continha o f ele não sabia mais como escrevê-lo. Desesperado, começou a escrever vários tipos de f na folha de papel. Nenhum deles era o seu! Ele simplesmente havia perdido o seu f
Parece bobagem, mas eu também já passei por uma situação parecida... Por um momento da vida não sabia mais como escrever meu f e em outro eu voltei a escrevê-lo tão naturalmente que era como se ele nunca tivesse se ausentado. Caso um dia isso também aconteça com vocês, lembrem-se que no fundo são apenas caprichos da tal letrinha.