segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Chiquinha Gonzaga

  
  Fevereiro é um mês que sempre me lembra o carnaval. Talvez isso aconteça por causa dos seus 28 ou 29 dias. E embora eu não seja aquele tipo de pessoa que gosta de festas carnavalescas sempre fico pensando que se os carnavais fossem hoje como os antigos carnavais brasileiros, aquele período em que surgiam as primeiras marchinhas, eu iria gostar mais desse tal de carnaval.
  Como eu não posso voltar no tempo e presenciar de perto como era o carnaval brasileiro décadas atrás posso, ao menos, ouvir a primeira marchinha brasileira: "Ó abre alas".
  

  Imagino que muitos de vocês já ouviram alguma vez na vida "Ó abre alas", 1899. O curioso é que a primeira marchinha do carnaval brasileiro foi criada por uma mulher, Francisca Edwiges Neves Gonzaga (mais conhecida como Chiquinha Gonzaga), em uma época em que as mulheres desempenhavam um papel secundário na sociedade. Chiquinha Gonzaga estava além de seu tempo, era uma mulher de coragem que rompeu barreiras sendo pioneira ao seguir o caminho profissional artístico musical (se é que posso assim dizer). Para vocês terem uma ideia ela foi a primeira mulher a reger uma orquestra. Sua ousadia abriu caminhos não só a outras mulheres mas também para a própria música brasileira, através de uma mistura de ritmos ela criou uma música popular e bem brasileira. Para saber mais sobre Chiquinha Gonzaga vejam ChiquinhaGonzaga.com, é bem interessante.
Débora

Um comentário:

  1. Quem massa...não sabia que era dela essa marchinha. "ó abre alas que eu quero passar" hehehe xD

    ResponderExcluir

Fico feliz em receber o seu recadinho, ele será respondido com muito carinho! ♥