domingo, 5 de junho de 2011

Caos


 Sexta passada eu assisti a uma aula que foi muito além dos conceitos teóricos e das formulações matemáticas. Foi uma aula que nos leva a filosofar. E me fez refletir sobre a vida, pensar no passado e no futuro, e sobre as escolhas que fazemos.
 A aula era sobre caos, ou seja, desordem total e imprevisibilidade.
 Pois bem, sabemos que em um sistema caótico não há ordem e não podemos prever o que irá acontecer no próximo passo de tempo. Então é plausível esperar que para que um sistema entre em estado de caos ele já deva ser caótico. Porém os estudiosos perceberam que sistemas determinísticos (aqueles cujos resultados são determinados por leis de evolução bem definidas) entram em estado caótico.
 Como pode? Como pode um sistema no qual já se espera o que vai acontecer ficar caótico?
 Na verdade essa instabilidade mostrou a sensibilidade dos sistemas determinísticos em relação ao que chamamos de condições iniciais.
 Na prática é mais ou menos assim:
 Imagine uma via na qual trafegam muitos veículos. O sistema é determinístico, pois há sempre um grande fluxo de automóveis passando pela via. Agora imagine que apenas um dos semáforos desta via deixou de funcionar. O que acontece em seguida? O sistema entra em caos! Parte dos veículos não consegue mais percorrer a via. Alguns tentam atravessar e acabam atrapalhando outros e outros formando um nó e impedindo o fluxo normal que havia na via. É! O sistema está em caos!
 Daí vem a teoria do efeito borboleta. "O bater de asas de uma borboleta em Tóquio pode provocar um furacão em Nova Iorque."  Uma pequena variação nas condições do sistema (no caso o sinal quebrado) pode provocar consequências de proporções inimagináveis. Um carro que esteja a alguns vários quilômetros de distância do sinal quebrado pode estar sentindo efeito do engarrafamento que se formou.
 Pensando na vida agora...
 Quer queira quer não nossa vida é cheia de escolhas. Se eu estou aqui agora é devido a todas as escolhas que fiz ao longo dos anos que se passaram. E não devido apenas as minhas escolhas. Não! Estou aqui devido às escolhas de meus pais, e as escolhas dos pais deles, e as de todas as outras pessoas que vieram muito tempo antes. De certa forma estamos todos conectados. Se eu pudesse voltar no tempo e alterasse de maneira insignificante uma situação no passado, a minha vida e a vida de muitas outras pessoas poderiam ser completamente diferentes das de hoje. E o que eu faço hoje, mesmo sem eu perceber, está alterando constantemente o futuro.
 Bom, pode até ser que tudo o que aconteceu, acontece e que ainda vai acontecer já esteja determinado. Pode ser também que tudo seja simplesmente aleatório. Eu não sei. É algo a se pensar. Mas acredito que possa ser um pouquinho dos dois. Para mim a vida é determinística e aleatória ao mesmo tempo. ;)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz em receber o seu recadinho, ele será respondido com muito carinho! ♥